Zootecnia

  • Modalidade: Bacharelado
  • Titulação: Bacharel em Zootecnia
  • Período: Integral
  • Regime: Semestral
  • Duração: 9 semestres
  • Nº de vagas por semestre: 50
  • Coordenador: Prof. Rony Antonio Ferreira
  • Telefone: (35) 3829-
  • E-mailrony@dzo.ufla.br
  • Colegiado: 
  • Núcleo Docente Estruturante (NDE):
  • Projeto Pedagógico do Curso (PPC):
  • Currículo Pleno

O curso visa a formar profissionais éticos que priorizem as relações de interesse social e econômico do mercado de trabalho, buscando sempre a eficiência do setor agropecuário, e aptos a planejar, gerenciar, coordenar, administrar e assistir diferentes sistemas de produção animal e estabelecimentos agroindustriais, com o objetivo de agregar valores e otimizar a utilização dos recursos potencialmente disponíveis e tecnologias sociais economicamente adaptáveis; atender às demandas da sociedade quanto à excelência na qualidade e segurança dos produtos de origem animal; viabilizar sistemas alternativos de produção animal, bem como a comercialização de seus produtos e subprodutos; pensar os sistemas produtivos de animais contextualizados pela gestão dos recursos humanos e ambientais; criar racionalmente animais, mediante planejamento e pesquisa nas áreas de seleção, melhoramento e nutrição animal, manejo de pastagens, produção de rações balanceadas e planejamento de instalações; atuar como peritos na avaliação de animais, identificando taras e vícios e elaborar laudos técnicos e científicos no seu campo de atuação; avaliar, classificar e tipificar produtos e subprodutos de origem animal, em todos os seus estágios de produção; responder pela implantação e execução de rodeios, exposições, torneios e feiras agropecuárias; julgar, supervisionar e assessorar inscrição de animais em sociedades de registro genealógico, exposições, provas e avaliações funcionais e zootécnicas; realizar estudos de impacto ambiental; desenvolver pesquisas que melhorem as técnicas de criação, transporte, manipulação de abate, visando ao bem-estar animal; atuar nas áreas de difusão, informação e comunicação especializada em zootecnia, esportes agropecuários, lazer e terapias humanas com a utilização de animais; assessorar programas de controle sanitário, higiene, profilaxia e rastreabilidade animal, visando à segurança alimentar humana; responder por programas oficiais e privados em instituições financeiras e de fomento à agropecuária. São, portanto, competências do zootecnista: registro e controle de animais de diferentes raças; supervisão de exposições oficiais, avaliação genética de rebanhos; seleção de animais para formação de rebanhos-matrizes para reprodução; definição de sistemas e técnicas de cruzamentos; desenvolvimento de técnicas de pastagem; bioclimatologia; pesquisa de necessidades nutricionais de rebanhos e adequação de dieta animal; planejamento de instalações para a criação de animais visando ao conforto e funcionalidade; supervisão de vacinação e inseminação de animais. A profissão de zootecnista foi criada pela Lei nº 5.550, de 4 de dezembro de 1968.